Concurso de Desenho e Redação: alunos produzem trabalhos sobre ética em "Dia D" da rede estadual

A rede estadual de ensino promoveu, nessa quarta-feira (05/06), o 'Dia D' para a produção de trabalhos que poderão concorrer ao 11º Concurso de Desenho e Redação, que, este ano, terá uma etapa estadual promovida pelo Ministério Público da paraíba (MPPB), Controladoria-Geral da União (CGU) e Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (FOCCO). Alunos do 1º ano do ensino fundamental ao 3º do médio das 600 escolas da rede desenharam e escreveram sobre o tema ‘Faça o que é certo, ainda que ninguém veja!’.

As inscrições para o concurso devem ser feitas pelas escolas (públicas e privadas) até o dia 23 de agosto, pelo site do concurso nacional. Cada escola deverá selecionar e inscrever até 14 trabalhos. O objetivo do concurso é despertar nos estudantes o interesse por assuntos relacionados ao controle social, à ética e à cidadania, por meio da reflexão e do debate sobre as temáticas nos ambientes educacionais.

Os estudantes do 1º ao 5º ano do ensino fundamental somente podem concorrer com trabalho do tipo “desenho”, enquanto que os alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, do 1º ao 3º ano do ensino médio e EJA somente podem concorrer com trabalho do tipo “redação”. Para o auditor da CGU, Walber Silva, que esteve na Escola Estadual de Ensino Fundamental José Vieira, em Tambauzinho, durante a aplicação das provas, a parceria com a Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia é primordial para trabalhar ética e cidadania dentro da sala de aula. “Nesta proposta de concurso, utilizamos a escola como um instrumento de mudança. Com isso, evitamos que esses problemas de corrupção aconteçam depois”, falou.

“Nós esperamos ter uma geração mais consciente dos seus direitos e seus deveres; esperamos uma geração que tenha plena concepção de onde vem e para onde vai o recurso público, e que, com esse conhecimento, que foi debatido pelos professores na escola para que este momento se consolidasse, nós tenhamos construindo uma escola de fato mais democrática, mais republicana e mais afetuosa. Fico feliz em ver a empolgação dos alunos e a propriedade como eles falam do tema. Eles não estão apenas participando de um concurso de redação, eles estão tendo a oportunidade e a experiência de ter acesso a um debate que vai ajudá-los a serem cidadãos melhores”, disse a secretária-executiva de gestão pedagógica da Secretaria de Educação do Estado e da Ciência e Tecnologia, Giovana Marques.

A etapa estadual

Além da premiação estadual, em 14 categorias, que será feita pela CGU, este ano o concurso conta com a etapa estadual que vai premiar 13 estudantes, um de cada série. Após a premiação nacional, haverá o recorte dos inscritos da Paraíba para o julgamento dos vencedores da etapa estadual. Os participantes paraibanos inscritos na etapa nacional estarão automaticamente inscritos na etapa estadual. Se houver vencedor paraibano na etapa nacional, ele estará, automaticamente, entre os 13 premiados na etapa estadual. Os prêmios serão tablets e cursos de português do Zarinha Centro de Cultura, de acordo com as categorias previstas nos editais.

 

Texto: Ascom/MPPB com Ascom/SEECT
Foto: Daniel Medeiros /